Aprenda a calcular a quantidade certa de revestimento para pisos e paredes

50

Na hora da compra, é comum que profissionais de arquitetura e consumidores levem a dúvida sobre para o ponto de venda. Para não errar, a Roca Brasil Cerámica compartilha orientações que ajudam nessa etapa tão importante

Aprenda a calcular a quantidade certa de revestimento para pisos e paredes - ROCA
Calcular a quantidade de revestimentos é essencial para não levar para a obra nem a mais, nem a menos| Imagem: Divulgação Roca Cerámica

O projeto arquitetônico está pronto, o modelo do revestimento para pisos e paredes foi escolhido. Mas resta a dúvida: qual deve ser a quantidade a ser comprada no ponto de venda? Muitas vezes essa pergunta acompanha o especificador ou o próprio consumidor, que muitas vezes deixam nas mãos do vendedor o cálculo do volume a ser comprado.

Mas que tal chegar na loja com essa informação na ponta do lápis? À frente das marcas Roca Cerámica e Incepa, a Roca Brasil Cerámica reconhece essa incerteza vivida por quem vai fechar a compra. “Esse receio de estimar o volume errado faz todo sentido, pois ninguém quer correr o risco de levar a menos ou um número bem acima de caixas necessárias para o assentamento no local”, avalia Christie Silva Schulka, Marketing Manager da Roca Brasil Cerâmica.

Acompanhe este conteúdo assertivo para quem se encontra nessa fase da obra.

Cálculo do revestimento para paredes

Aprenda a calcular a quantidade certa de revestimento para pisos e paredes - ROCA1
No frontão da cozinha, a aplicação da Série Calacata Light, da Roca Cerámica, que reproduz fielmente a estética da pedra natural na versão hexagonal de 20 x 23 cm e espessura de 7mm| Imagem: divulgação Roca Cerámica

A estimativa do material começa com a clássica operação aritmética que compreende a largura X a altura de cada parede do ambiente. O próximo passo é medir as áreas referentes aos vãos das janelas e portas para subtrair do número inicial.

Importante: adicionar a margem de segurança, entre 5 e 10%, do volume calculado.

Acompanhe este exemplo de um cálculo prático de paredes:

Dormitório com 4 paredes de 2m de largura e pé direto de 2,5m.

Aprenda a calcular a quantidade certa de revestimento para pisos e paredes - ROCA2
Da Série Alpe, lançamento da Roca Cerámica em 2024, a expressão do mármore Calacata Bianco, em acabamentos Polido e Mate, tanto nos Superformatos (120 x 120 cm e 160 x 160 cm) como nos tradicionais tamanhos de 90 x 90 cm e 60 x 120 cm| Imagem: Divulgação Roca Cerámica

Perímetro total: 4 × 2 m (total de paredes multiplicado pela largura) = 8m
Área total: 8 x 2,5 m (perímetro x pé direito) = 20 m²

Vãos: porta – 0,8 x 2 m*= 1,6m² | janela: 1 x 0,5 m* = 0,5m²
Somatória das áreas: 1,6 m² + 0,5 m² = 2,10 m²
*largura x altura

Subtração da área total com os vãos: 20 m² – 2,10 m² = 17,9 m²
Levando em conta a margem de 10%: 17,9 m² + 1,79 m² = 19,69 m² de revestimento

Cálculo do revestimento para pisos

Aprenda a calcular a quantidade certa de revestimento para pisos e paredes - ROCA3
No piso, a aplicação da Serie Urbano, lançamento 2024 da Incepa, na versão Superformato 120 x 120 cm e acabamento acetinado perfeito para áreas internas. A peça revela a textura do cimento em nuances neutras, uniformes e com pouca variação de desenho entre as placas | Imagem: Divulgação Incepa

Calcular o total de revestimento para pisos é bastante simples e deve levar em conta o formato do ambiente. Para áreas retangulares, basta multiplicar o comprimento pela largura do ambiente, tendo assim a área total que se deseja revestir.

Em seguida, deve-se proceder do mesmo modo com a peça escolhida para aplicação, como as 90 x 90 cm e 0,60 x 1,20 cm, entre outras dimensões, encontradas nas linhas da Roca Cerámica e Incepa. O passo final é dividir a m² do ambiente pela m² do revestimento para elaborar o quantitativo necessário para a instalação no ambiente.

Margem de segurança para áreas retangulares: nos formatos de até 90 x 90 cm, recomenda-se um adicional de 5% a 10% da área total a ser revestida. Já para Superformatos Roca (120 x 120 cm | 100 x 200 cm | 120 x 250 cm | 160 x 160 cm e 160 x 320 cm) e Incepa (120 x 120 cm), o ideal é considerar entre 3 e 6 peças sobressalentes. Para a medição em ambientes integrados, a recomendação da Roca Brasil Cerámica é realizar a divisão em áreas menores para a obtenção das medidas individuais que, por sua vez, serão somadas posteriormente.

No caso de áreas não tradicionais como um triângulo, a medição é feita através da multiplicação do comprimento e largura, que depois será dividida por 2. Tendo em mente que essa forma implica em um volume maior de recortes ou perdas, é sugerido um acréscimo entre 10 a 15% no total de peças compradas.

Para efetuar o cálculo em número de caixas de revestimento a serem compradas, basta dividir a área total que se deseja revestir pelo m² indicada na caixa do produto, lembrando sempre de considerar o percentual de segurança recomendado.

Atenção:
Ao dividir a área total do cômodo pelo tamanho do revestimento, deve-se acrescentar a e realizar o arredondamento do número exato de peças.

Rodapés

Após computar a área do piso, a Roca Brasil Cerámica indica que não se pode esquecer do rodapé, elemento com altura de 10 e 15 cm e que protege a parede contra a umidade.

É importante que o tamanho do rodapé e do porcelanato sejam compatíveis para resultar em uma conta exata. Por exemplo: se o rodapé tiver 10 cm de altura e o revestimento 60cm, será possível cortar 6 rodapés e, no caso de 15 cm, 4. Entretanto, quando não há essa coerência, pode haver um desperdício de material no corte.

Atenção: também vale a margem de 10% como forma de garantir tranquilidade durante a execução da obra.

Atenção com as unidades de medida

Considerando que o padrão das medidas é em metro, revestimentos como os de 90 x 90cm devem ter suas dimensões convertidas: 0,90 x 0,90m.