O que levar em consideração na hora de comprar um sofá?

334

Comprar um sofá parece uma tarefa fácil: basta entrar em uma loja especializada e escolher o modelo mais confortável e adequado para sua casa. Simples, não? Aí é que mora o engano. Antigamente, a escolha se limitava aos sofás de espuma, macios, em versões de dois ou três lugares.

Hoje, a realidade é bem diferente. Comprar um sofá tornou-se um desafio para a maioria das pessoas. Que modelo escolher? Qual tipo ficará mais bonito no ambiente que quero compor? E o tecido, qual tem maior durabilidade?

Essas e outras questões permeiam o imaginário das pessoas na hora de fazer a escolha do melhor produto.

Pensando nisso, a Lider Interiores, uma das maiores empresas de móveis e decoração do país, listou algumas dicas que o consumidor deve levar em consideração na hora de adquirir o móvel. Confira:

1- Definir qual o ambiente que o sofá irá compor: por exemplo, living ou home theater. Essa escolha é fundamental para priorizar as características certas. No caso do living, o estilo da decoração é o mais importante. O sofá deve acompanhá-lo, compondo o ambiente e favorecendo o receber bem. No caso do Home, o conforto é o essencial. Neste tipo de ambiente, deve-se ficar atento se o espaço é suficiente para o sofá que você está escolhendo: o assento retrátil e encosto reclinável podem ser usados sem necessidade de afastar o sofá da parede?

2- As medidas do ambiente são necessárias, não só o comprimento, mas também a profundidade. Não é aconselhável uma peça que fique bonita e desproporcional.

3- Atenção às estruturas internas do sofá! Elas devem ser de metal ou madeira maciça para garantir a durabilidade e resistência que você quer.  A flexibilidade é proporcionada por percintas elásticas ou molas de aço que vão aumentar a vida útil das espumas, retardando a fadiga. Vale destacar que as estruturas de metal são as que tem a maior garantia do mercado e que oferecem maior qualidade ao produto.

4- Por falar em espumas, é importante que seja conferida a procedência delas. As melhores indústrias de estofados produzem suas próprias espumas.

5- Cuidados básicos em relação à tecidos:

– Se for comprar um sofá retrátil, evite os tecidos com algum tipo  de relevo (jaquard, bordado) e  os rústicos. Eles tornam o retrátil difícil de deslizar.

– Dê preferência aos sofás com tecidos dublados. Esses tecidos recebem reforço de um segundo tecido, que faz com que ele fique mais resistente, principalmente na parte das costuras. Eles fazem a diferença na firmeza e também no  tato.

– Cuidado com tecidos sintéticos em regiões quentes.

– Escolha  tecidos com maior percentual de fios naturais (algodão, seda, linho) que transmitem melhor sensação térmica.

6 – Por último e mais importante: sinta-se bem com seu sofá! Verifique se ele te proporciona conforto e bem-estar, se a combinação entre o tamanho das pernas do sofá, a profundidade do assento e a inclinação do encosto te atendem bem. O sofá é um dos móveis mais importantes da sua casa e onde você vai passar um bom tempo relaxando, assistindo tv, conversando com parentes e amigos, namorando. Ele tem que te agradar. Tem que ser do seu jeito.