Fachada da Plataforma – Campinas Decor 2011

334

A mostra Campinas DECOR 2011 abriu suas portas em 29 de Abril nas dependências da nossa Estação Ferroviária de Campinas, um grande patrimônio Campinas, com uma atração a parte, A FACHADA DA PLATAFORMA.

Circuito Arq+Decor Fachada-da-plataforma-2 Fachada da Plataforma - Campinas Decor 2011 NEWS

Foto: Leandro Farchi

Proposta do Projeto

O projeto desenvolvido pelo profissional Herbert Carvente Faustino engenheiro civil e restaurador, foi a assumpção do desafio de recuperar a fachada e resgatar a identidade do local de grande valor histórico e cultural da cidade, que serviu de pólo de desenvolvimento econômico e social do inicio do século passado.

Dentro desse trabalho o enfoque de responsabilidade sustentável com conjunção das técnicas de construção civil utilizadas na época original da construção junto com os mais modernos materiais de acabamento.

Grande destaque do Projeto

A somatória das antigas técnicas de construção com os mais novos materiais de construção tudo dentro do aspecto de sustentabilidade construtiva, com a preocupação do uso de tintas não emissoras de VOC’s (Tintas livres de compostos orgânicos voláteis), a utilização de projeto luminotécnico bem conservador fazendo o visitante se sentir que esta embarcando em um trem no século passado, a preocupação de utilização de madeira certificada de reflorestamento na confecção das novas esquadrias da composição da fachada, utilização em toda a decoração do ambiente de elementos originais de época da estação, tais como os bancos de espera (com as logomarcas da Companhia Paulista de Estradas de Ferro e Companhia Mogyana de Estradas de Ferro), carrinhos de transporte de bagagens e de cargas, extintores de incêndio, balanças de pesagem de sacas de café do século passado.

E também o principal destaque é a total recuperação do relógio da plataforma (datado de sua fabricação do século XIX) que por vários anos esteve parado e com vários itens danificados. E a redescoberta de varias estrelas decorativas que faziam parte da construção original que com o passar dos anos ficaram encobertas.

Itens do projeto com valores sociais: O compromisso com a recuperação do patrimônio histórico da cidade de Campinas

Opinião do profissional a respeito do trabalho: Grande sentimento paixão por participar ativamente do resgate de um importante patrimônio histórico e um grande desafio profissional a ser vencido devido a grande quantidade de trabalhos desenvolvidos em curto espaço de tempo

Trabalhos realizados na área de recuperação de imóveis antigos ou patrimônios históricos: Últimos trabalhos realizados foram Restauro das Fachadas da Casa do Diretor Instituto Agronômico (2010), a fachada do edifício Franz Dafert Instituto Agronômico (2009) e o Restauro do Portal de entrada do IAC (2009), projeto de restauro da Estação Guedes em Jaguariúna, projeto de restauro do edifício D. Pedro II para o Instituto Agronômico em Campinas.

Principais características da obra

Medidas do ambiente: 752,60 m² de restauro de paredes da fachada e conservação e decoração de 1.341,60 m² pisos e 38 esquadrias de madeira e metálicas, sendo que as de madeira são em pinho de Riga, atualmente extinto.

Estilo seguido: Conservador da linguagem arquitetônica existente (Estilo Gótico)

O Restauro visou resgatar as características arquitetônicas originais perdidas com o passar dos anos. Direcionamos os trabalhos no sentido de recuperar totalmente o espaço volumétrico da construção. Resgatamos também os ornamentos existentes na fachada que estavam totalmente encobertos (Estrelas Flamejantes e as molduras).

Cores predominantes: Paredes em cor ocre (pintura na cor original readquirida através de prospecções pictóricas e analises colorimétrica através de espectrofotometria), esquadrias em madeira natural tratadas com aplicação de cera de carnaúba e abelha e limpeza do revestimento de granilite na cor vermelha.

Materiais predominantes: Revestimento com argamassa de cal, areia e cimento e pintura com tinta mineral a base de silicato de potássio.

– Principais soluções encontradas: Dentro da concepção do projeto tentamos promover a restauração e o resgate da identidade do prédio com a aplicação das melhores técnicas de restauro e a utilização dos melhores materiais a disposição no mercado de construção civil e de iluminação.

Detalhes sobre a iluminação: Utilização de sistema de iluminação com luminárias de época através de pendentes e postes que foram especialmente fabricados para compor a fachada, estilizando assim o ambiente para as décadas passadas.

– Valor total investido no ambiente: Investimento direto e indireto em torno de R$ 100.000,00

A Estrela de Cinco Pontas

A Estrela de Cinco Pontas, também denominada Estrela Pentagonal ou Pentagrama é primordialmente um dos símbolos da magia, que sempre aparece em diversos ritos. Ela é de origem Pitagórica, e recebeu do teólogo, médico e alquimista alemão, Enrique Cornélio Agrippa de Neteshein, no final do século XVI, o nome de Estrela Flamejante ou Estrela Flamígera.

A Estrela de Cinco Pontas (Flamejante) acabou sendo adotada pela Maçonaria, na França, em meados do século XVII, bem depois da fundação da Primeira Obediência Maçônica Mundial, a Grande Loja de Londres, criada em 1717. O criador do Rito Adoniramita, o Barão de Tschoudy, é que viria a adotar a estrela como símbolo Maçônico, que era totalmente desconhecido dos antigos Maçons de ofício e dos primeiros aceitos.

Não são todos os Ritos que adotaram o Pentagrama como a Estrela Flamígera. Apenas o Rito Adoniramita e todos os que o imitaram. O Rito de York pôr exemplo, adota a estrela de seis pontas.

Sendo a Maçonaria uma obra de luz, nela a Estrela de Cinco Pontas (Flamejante), nos ritos que a adotam, assume a sua posição normal, ou seja, com apenas uma das pontas voltadas para cima (fig.1), sendo, nesse caso, denominada de Estrela Hominal, na qual se inscreve a figura de uma pessoa humana, assim é vista como símbolo das qualidades espirituais humanas. Na magia, seguindo ainda esta posição ela significa Teurgia. Em posição invertida, com a ponta voltada para baixo (fig.2), nela se inscreve a figura de um homem, com a cabeça voltada para baixo, ou ainda, a de uma cabeça de bode, representando, em ambos os casos os atributos da materialidade e da animalidade. Na magia, com a ponta voltada para baixo, ela significa Goécia.

Figura (1)


Figura (2)


Encontrada entre o esquadro, que serve para medir a terra, e o compasso, que serve para medir o céu, a estrela simboliza o homem regenerado, o Companheiro, em sua integridade.

A Estrela de Cinco Pontas, que pode apresentar-se com diversos nomes, representa o ser humano, porque nela estão marcadas as cinco extremidades do homem (a cabeça, os dois braços e as duas pernas), seus cinco sentidos(a visão, a audição, o olfato, o paladar e o tato) e ainda os cinco elementos naturais dos seres animados(a matéria, o espírito, a alma, a força e a vida).

As chamas nos vêm dos egípcios que consideravam o símbolo estrelado como a união da filha de Ísis com o filho do Sol. A Estrela Flamígera era Considerada ponto de partida, semente universal de todos os seres.

As chamas que saem detrás da Estrela Flamejante, representam a Divindade do símbolo.

A Estrela de Cinco Pontas é um símbolo celeste, porém, que se situa no plano objetivo.

Dentro do Pentagrama, é colocado o homem com os braços e pernas abertas, dentro da Estrela Flamejante, o “homem” material é consumido pelas chamas e já não é mais visível. A sua posição passa a ser, exclusivamente no plano espiritual, pois seu corpo foi “consumido” pelas “chamas” purificadoras.

Embora, cada símbolo suporte múltiplas interpretações e lhe sejam atribuídas mais de uma função, não seria racional, colocar um mesmo símbolo para representar dois aspectos bem diferentes como os que já foram mostrados anteriormente no caso destas “Estrelas” a de Cinco Pontas e a Flamejante. Isto tudo vem confirmar a existência de dois símbolos distintos, colocados em locais distintos.

A Estrela é o emblema da Divindade, é o símbolo de iluminação e de boa conduta. É o espírito que anima o Universo, o princípio de toda sabedoria e o poder gerador da natureza.

ESTRELA DE CINCO PONTAS

Circuito Arq+Decor estrela-5-pontas Fachada da Plataforma - Campinas Decor 2011 NEWS

Colocada no Oriente da Loja, na parede acima da cabeça do Venerável, chama-se estrela do Oriente ou da Iniciação. Simboliza o homem perfeito, Deus manifestando-se plenamente no homem, o Iniciado. O Homem é um quíntuplo ser: físico, emocional, mental, intuicional, e espiritual.

ESTRELA FLAMÍGERA

Circuito Arq+Decor estr-flamigera Fachada da Plataforma - Campinas Decor 2011 NEWS

A pentagonal que antigamente tinha raios ou pontas ondulantes, tal qual ainda aparece em obediências maçonicas inglesas e americanas é o emblema indicidual do companheirismo.

Pesquisador Engº Herbert Carvente Faustino

CONTATOS

Eng.º Herbert Faustino

herbertfaustino@bol.com.br
pavicamp@bol.com.br

Tel.:  (19) 91351089 / 3241-4139