Érica Giacomelli: Design Híbrido

159

Profissional fala de tendência que é protagonizada por peças com dupla ‘personalidade’

Fala-se de móveis híbridos desde o século XVIII, quando especialistas começaram a cruzar espécies de plantas e animais. Não demorou muito e o termo se expandiu para o mundo do design.
Impulsionados pela mudança no comportamento do consumidor – principalmente das grandes metrópoles – que procuram por imóveis compactados e consequentemente mobiliários menores e multifuncionais, designers e as empresas do setor moveleiro começaram a produzir e investir em móveis com shapes que exercem mais de uma função.
Tendência forte no exterior, segmento já cria produtos com duas ou três funções, com capacidade de ocupar ambientes pequenos e até mesmo distintos. A ideia garante peças que ecoam criatividade. É o caso do trabalho do arquiteto e designer libanês Richard Yasmine.
O seu último lançamento, Profane, é uma mesa e uma bandeja ao mesmo tempo. Multifuncional com o conceito diferente, consiste em cúpulas de concreto de várias tipologias como tigelas e discos de mármore, que são conectados a tubos cônicos removíveis ou pernas de bronze, que representam formas arquitetônicas.
O produto é uma fusão filosófica com um simbolismo de elementos arquitetônicos e ornamentais icônicos inspirados a partir da combinação de lugares e castelos religiosos romanos, otomanos, barrocos, indianos e bizantinos interpretado em formas místicas em menor escala.
É um projeto que pode ser usado como uma peça decorativa ou como um prático acessório de uso diário para casa, como bowls de servir, bandejas, configuração de buffets ou até mesmo como um objeto surrealista, como é a maioria dos objetos híbridos de Richard Yasmine.

Érica Giacomelli
www.ericagiacomelli.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here