Com nova legislação, portas de aço tornam-se alternativa mais adequada e econômica aos apartamentos recém-inaugurados

117

Com a enxurrada de apartamentos sendo entregues em 2014, alguns itens precisam ser verificados com toda a atenção na hora da entrega das chaves. Um dos elementos mais importantes e, muitas vezes, esquecidos são as portas. Elas devem se adequar as novas normas de desempenho da ABNT (NBR 15575/2013), que exigem um volume mínimo de retenção de ruídos.

Por conta disso, fizemos um comparativo de portas, mostrando as diferenças entre o modelo de madeira comum – o mais utilizado pelas construtoras -, e as portas de aço, que começam a ganhar força no mercado em razão do seu preço baixo, eficiência na redução do barulho e maior durabilidade.

Com nova legislação, portas de aço tornam-se alternativa mais adequada e econômica aos apartamentos recém-inaugurados

Multinacional alemã Hörmann alerta os proprietários de imóveis para as novas normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), as quais exigem isolamento acústico superior aos tradicionais modelos de madeira

São Paulo, agosto de 2014 – O número de empreendimentos residenciais entregues não param de crescer. Estima-se que até o final do ano devem ficar prontos 483 novos edifícios na Região Metropolitana de São Paulo, segundo dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio). Com a explosão de moradores recebendo os seus apartamentos, alguns itens devem ser verificados com a ajuda de um profissional na hora da entrega das chaves.

Não podem ficar de fora da vistoria a parte elétrica, hidráulica, paredes, pisos e janelas, mas um dos elementos mais importantes e, muitas vezes esquecidos, são as portas. Elas devem agora se adequar as novas normas de desempenho da ABNT (NBR 15575/2013), instituídas em julho de 2013, que exigem um volume mínimo de retenção de ruídos.

Uma opção para as novas construções são as portas de aço, encontradas por um custo similar, ou até mesmo inferior, aos modelos básicos de madeira, afirma Flávio Pinto, diretor da Hörmann no Brasil, líder em vendas de portas residenciais e industriais na Europa. “Existem modelos de aço que se encaixam perfeitamente no orçamento das obras brasileiras, com diversas opções e vedação acústica mais adequada as novas normas de desempenho da ABNT, o que não acontece com as portas de madeira comuns. Existem portas de aço que retêm o equivalente a 23 decibéis, deixando o ambiente acusticamente confortável”, explica.

A utilização do aço é uma tendência que cresce cada vez mais na Europa por conta da resistência do material ao tempo e também a fácil manutenção. “A madeira não suporta diferenças de temperatura e umidade. É comum, depois de algum tempo, as folhas não se encaixarem no batente, por terem se expandido durante um dia de calor intenso. Já alguns modelos de aço são produzidos com espessas chapas do material, semelhantes as utilizadas pela indústria automobilística e com duplo tratamento anticorrosivo. Esse processo garante a longa vida ao produto, mesmo que submetido a variações de temperatura e umidade“, detalha Flávio Pinto.

Além de suscetível aos ataques de pragas, chuvas, raios solares e manutenção constante, a porta de madeira deve ser instalada por um marceneiro responsável pela aplicação de um produto contra cupim. “Enquanto a porta de madeira leva mais de uma hora para ser instalada, o modelo de aço pode ser colocado em aproximadamente 30 minutos e não sofre com a ação do tempo”, aponta o executivo da Hörmann.

No entanto, de acordo com Flavio Pinto, para quem prefere o aspecto rústico da madeira, existem opções de portas no mercado que a reproduzem com perfeição a partir do revestimento polimérico (espécie de filme de plástico), e com cores e texturas de madeiras como carvalho e rosewood. “O produto também pode ser encontrado em uma ampla variedade de cores, dimensões e inspirações”, esclarece.

Circuito Arq+Decor tueren_94 Com nova legislação, portas de aço tornam-se alternativa mais adequada e econômica aos apartamentos recém-inaugurados DICAS - Produtos e Serviços

Diante de tantos fatores não observados até então pelos consumidores e com a nova legislação vigente, o diretor da Hörmann acredita que o mercado brasileiro tem enorme potencial para absorver as portas de aço. “A nova norma da ABNT está vigente há um ano e boa parte dos empreendimentos lançados à partir do boom imobiliário brasileiro estão sendo estregues neste ano. Sendo assim, os proprietários e incorporadores serão obrigados a se preocupar com acústica e segurança, e a Hörmann está preparada para absorver essa demanda, tanto que investimos na implementação e ampliação de nossas duas filiais brasileiras, além de criar um novo modelo para o mercado nacional, mais econômico e eficiente”, ressalta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here