Cobogós criam identidade brasileira para a lanchonete da cidade

382
A Lanchonete da Cidade usa elementos brasileiros para criar a sua identidade, o projeto segue a principal recomendação que os proprietários fizeram as arquitetas Carla Caffé e Ana Carolina Tonetti, que a arquitetura fugisse dos símbolos e ícones americanizados. “Definitivamente, eles não queriam uma lanchonete do tipo americana”, explica Carla. O objetivo principal era resgatar o que havia de mais brasileiro na arte de fazer sanduíches, o que levou as arquitetas a realizarem uma extensa pesquisa de época. A própria palavra lanchonete também foi um resgate. “Começamos a ir atrás do que seria uma casa de lanches dos fins da década de 50, início da de 60, e encontramos valiosos exemplares, alguns de portas fechadas”, diz Carla.
Dessa pesquisa foram surgindo vários elementos que brincava com cores e acabamentos sem medo, um dos destaques do projeto são os Cobogós ou elementos vazados da Cerâmica Martins, revestimento típico brasileiro, que se transformou na identidade da lanchonete da cidade, a cor escolhida foi a amarela, que significa , luz, calor, descontração, otimismo e alegria. O amarelo simboliza o sol, o verão, a prosperidade e a felicidade.
“É a arquitetura das curvas, colorida, iluminada e bem arejada”, conclui Carla.
Arquitetura e ambientação: Carla Caffé e Ana Carolina Tonetti, com Rodolfo Yamamoto e Aline Stievanno (Glycerio Tonetti Arquitetos)
Arquitetura das áreas técnicas: Ana Luiza
Carvalho do Amaral – Carvalho e Silveira
 
www.ceramicamartins.com.br
 
foto divulgação