Ancestralidade é inspiração para tema da CASACOR Minas 2024

74

“De presente, o agora”. Que ancestrais queremos ser? Qual o legado que deixaremos para as próximas gerações e para o planeta? É com essa reflexão e provocação, que toma forma o mote da CASACOR 2024, a mais completa mostra de arquitetura, paisagismo, arte e design de interiores das Américas.

Ancestralidade é inspiração para tema da CASACOR Minas 2024 - casacorminas“De presente, o agora” será o tema que permeará todas as edições nacionais e internacionais da CASACOR ao longo de 2024. E para este ano, a CASACOR Minas Gerais, contará com diversas novidades, incluindo um novo endereço, que será anunciado em breve, além de um elenco diverso.

Durante a apresentação do tema, André Secchin, CEO da CASACOR, explicou que a ideia central é abrir o processo criativo da CASACOR para o mercado, enriquecendo o debate e destacando ainda mais o trabalho de pesquisa da equipe curadora e da organização da mostra. “Trouxemos nossa equipe curatorial, que anualmente pesquisa os principais cenários e questões que impactam o segmento de arquitetura, design, sustentabilidade e comportamento e propusemos um bate-papo aberto com a trend forecaster holandesa Lidewij Edelkoort, uma das mentes que nos inspira na definição da temática anual, traduzida em campanha pela Agência Sharp”.

Ele completou dizendo que ao colocar os holofotes sobre o tema, a CASACOR estimula novos cenários e projetos para seus eventos em 2024. “Temos que instigar e intrigar. Esse é o papel da CASACOR como principal voz e organizadora de mercado do segmento”. Para o diretor da CASACOR Minas, Eduardo Faleiro, o tema escolhido “De presente, o agora” contribui para provocar uma reflexão sobre o legado que queremos deixar para o futuro, deixando claro como as nossas escolhas impactam não apenas em nossa forma de morar como também no mundo que estamos deixando para os nossos descendentes. A diretora Juliana Grillo destaca que o tema também contribui para reforçar a importância das práticas sustentáveis no mercado, destacando os cuidados com o meio-ambiente e a contribuição para a qualidade de vida das pessoas e do planeta.

De presente, o agora

Para este ano, a CASACOR convida a desviar o olhar para um novo eixo criativo, menos eurocêntrico e mais autêntico. O momento é mais que oportuno, pois o mundo olha o Brasil com esperança e fascínio, frente às ameaças de um colapso climático. É o que revela Lívia Pedreira, curadora da mostra, ao lembrar que marcas e profissionais do elenco terão a oportunidade de refletir e explorar o tema, sintetizado na campanha “De presente, o agora”.

“Esse exercício deve estar pautado em inovação e responsabilidade com o legado que pretendemos deixar para as gerações futuras”, acrescenta a curadora. Ela destaca que o Manifesto 2024 evidencia ainda mais essa intenção, ao propor uma imersão em nossa biodiversidade cultural, na beleza de nossa origem, feita de resiliência, alegria e encantamento. “Nos convoca também a ouvir as vozes dos guardiões do planeta. Aqueles que mantêm em seu estilo de vida a sabedoria necessária para curar a terra”, sintetiza Livia.

Para enriquecer ainda mais o debate, a CASACOR promoveu um bate-papo com a trend forecaster holandesa Lidewij Edelkoort. Cidadã global, a famosa educadora, editora, curadora de design e de exposições internacionais, aposta no poder criativo do chamado Sul Global, onde o Brasil está inserido, como uma alternativa de futuro para a humanidade.

A conversa de Edelkoort com Pedro Ariel Santana, jornalista especializado e curador da mostra, e Alexandre Salles, arquiteto, mestre em Semiótica Urbana (FAU-USP) e coordenador do Instituto Europeo de Design (IED), colocou em destaque a urgência de aprofundar as pesquisas sobre nossas heranças culturais, tão ricas quanto diversas, somadas às inovações tecnológicas, estimulando os profissionais e as marcas presentes a pautarem seus projetos e produtos por esse novo e tão necessário olhar.