3ª edição do Simpósio Polo Arqdec traz para Campinas grandes nomes da arquitetura, design e decoração

52

O Simpósio Polo Arqdec trouxe muita informação e conhecimento, mostrando que a arquitetura é para proporcionar o melhor morar às pessoas

A terceira edição do Simpósio Polo Arqdec, realizado nos dias 12, 13 e 14 de junho, nas dependências do Kinoples Dom Pedro Shopping, reuniu mais de 300 pessoas entre arquitetos, engenheiros, designers, decoradores, paisagistas, profissionais de construtoras, imobiliárias, empreendedoras e estudantes, com o objetivo de debater as transformações que vem acontecendo na sociedade contemporânea e que influenciam diretamente as formas de conviver, e como os avanços tecnológicos podem interferir nas profissões que cuidam das relações com o morar. Foram três dias de evento e diversos assuntos abordados dentro do tema “Tecnologia e Moradia – Um Mundo em Transformação”.

Alex Amorim, gerente de Cores e Pigmentos do Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento da PPG Industries, falou sobre a importância de equilibrar as cores para que os ambientes sejam agradáveis e para que, mesmo com o tempo, não se tornem cansativos.

Em seguida, Marcelo Dalla, artista gráfico e astrólogo, fez um passeio pelo zodíaco e revelou quais os estilos de decoração da casa ajudam a desenvolver o melhor de cada signo.

O arquiteto e estudioso sobre cibercultura, Guto Requena, falou sobre a relação de amor e interatividade nas construções, abordou as transformações que a tecnologia vem provocando na sociedade e de que forma se aplicam nos projetos arquitetônicos.

Ana Carolina Granado (CEBRACE / VIVÂNCE) , trouxe as novidades que o mercado oferece em vidros e espelhos, que já podem ser encontrados nas versões: coloridos, com proteção solar, que economizam energia e os autolimpantes. Ana Neute, arquiteta e um dos nomes mais relevantes atualmente no design de luminárias, mostrou suas criações feitas de forma artesanal e intuitiva.

O controle de pragas urbanas nas obras e nas construções já prontas foi o tema do debate entre o mediador, Paulo de Tarso e o convidado André Luís Fernandes, que junto com o arquiteto Otto Felix, discutiram também sobre como a tecnologia ajuda a economizar tempo e dinheiro na hora de construir, além de tornar a obra limpa, produzindo menos lixo e sendo ecologicamente correta.

Mel Godoy e Silvana Cambiaghi abordaram a acessibilidade e o desenho universal das residências, tanto na arquitetura dos espaços quanto no design dos móveis e objetos de decoração, para que possamos usufruir da casa em todas as etapas da vida.
Jorge Ferreira, naturalista com foco em agrofloresta, falou sobre a harmonia do homem com a natureza, ressaltando que é possível encontrar tudo o que o homem precisa na biodiversidade da floresta. Um dos nomes mais esperados do simpósio, o croata Marko Brajovic, arquiteto e cenógrafo, contou um pouco do seu trabalho e da valorização do processo artesanal que cresce junto com o mundo digital.

Foto divulgação

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here